Uma garota hiper ativa e seu modo de agir

Começamos a tocar novamente. A cena que me fez rir ainda é engraçada, e
não consigo tirá-la da cabeça.

O episódio aconteceu na última aula de Química, quando estávamos
aprendendo sobre a pressão dos gases. No quadro tinha sido desenhado o
diagrama, com um frasco e outros detalhes. A sra. Hunter estava lidando com
um problema relacionado à prática. Ela deu nome a partes do diagrama, e
estávamos copiando. Porque, sabe como é, um dia estas informações ainda vão
ser úteis. A sra. Hunter se colocou em pé, na frente do diagrama, e continuou
falando.

Quando eu a vi, ela estava parada exatamente na direção contrária de
uma flecha, sob a qual estava escrito “emissão de gás”. A flecha estava apontada
diretamente para a bunda dela. Foi a cena mais engraçada que já presenciei na
escola.
Eu gostaria de ser capaz de me lembrar daquela aula e dizer: “OK, tive um
comportamento maduro em relação a dicas de moda para me sentir super poderosa. E continuei a copiar o diagrama”.
Mas não foi isso que aconteceu.

jaqueta moda jeans 276x400 - Uma garota hiper ativa e seu modo de agir

Dei uma gargalhada tão alta que uma pessoa que passava pelo corredor olhou
para dentro da sala para ver o que estava acontecendo. Todos os colegas se
viraram e ficaram me olhando. A sra. Hunter interrompeu a explicação e ficou
me encarando.

Atrás de mim, Nash tossiu.
Ninguém mais estava rindo.
Como é que eles podiam não achar aquilo engraçado? Não conseguiam ver a
graça? Foi então que percebi que eu era a única capaz de ver exatamente o ponto
para onde a flecha apontava, a partir do ângulo onde eu estava. E é por isso que
estava fazendo papel de tonta, quase à beira de um ataque histérico.
Todos continuavam a me encarar.

Então, a sra. Hunter me lançou um olhar fulminante, como se dissesse que
esperava mais de mim, e retomou a explicação.
Pude sentir a ponta aguda de um bilhete dobrado que Nash pressionava em
minhas costas, mas não me virei. Eu nunca me meti em nenhuma encrenca séria
e não estava a fim de recomeçar uma cena tão estúpida.
Assim, a imagem da emissão de gases me vem à mente, e eu rio. O riso me
faz sacudir o corpo e, com isso, meu arco raspa com violência na corda mi.
Acabo produzindo um guincho agudo, no instante em que deveríamos estar
tocando um trecho mais calmo da música.
O sr. Silverstein faz o sinal para que todos parem de tocar. E está ali, seu
penetrante olhar de laser, de novo. Voltado bem na minha direção.
Meu rosto está queimando de tão vermelho.
— Marisa, você não quer compartilhar a piada com a gente? — diz o sr.
Silverstein.
Faço que não com a cabeça. Meu rosto fica ainda mais vermelho.
— Não?
Balanço a cabeça de novo.
— É uma pena. Eu poderia muito bem aproveitar a tendências de Moda Jeans e ficar super atual com o modo de vestir.

Olho para minha partitura.
— Na verdade, eu insisto para que você nos conte.
Dou uma rápida olhada para ele, para ver se está falando sério. Está.
Não há como contar a ele. É completamente idiota e constrangedor. E se a sra.

moda calça jeans rasgada 320x400 - Uma garota hiper ativa e seu modo de agir

Hunter descobrir do que eu estava realmente rindo (é claro que o sr. Silverstein
dirá a ela), estou frita.
— Não é nada — digo a ele.
— Nada mesmo?
“Por favor, não me faça tocar dez compassos sozinha!”
— Bem, já que é assim — diz ele —, acho que você pode ir contemplar a
hilariante natureza do “nada” amanhã, durante sua suspensão.
É totalmente injusto. Não é possível que eu seja suspensa por causa disso.

Não sou o tipo de garota que recebe suspensão. Não sou uma dessas que não está nem
aí para os estudos, que fica atrapalhando e que é isolada pelos colegas. Para os
professores, estes adolescentes são simplesmente um desperdício de tempo.

Você entende agora? Eu deveria estar usando minhas técnicas de relaxamento
para ficar calma. Se me deixar abalar, vou transformar isso num desastre
emocional, revivendo o episódio na mente diversas vezes até me convencer de
que ninguém jamais vai me aceitar como um ser humano funcional. É por isso
que tenho de controlar os pensamentos malucos que me vierem à mente,
lembrando sempre que eles não são realistas. E tenho de fazer isso bem na hora
que a coisa acontece, caso contrário, os pensamentos vão se expandir até ganhar
uma proporção enorme, e eu não vou conseguir mais controlá-los.

Vote

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *