Se preparando para o SISU 2020 na escola

Três horas mais tarde, depois de dois intervalos, terminamos o projeto. O meio
do mês de outubro, em si, já é um período estressante, com o final do primeiro
período de notas e a divulgação dos boletins, sem contar com este enorme
projeto de Química. Pelo menos as coisas parecem estar melhorando. Sinto,
agora, que sou capaz de contribuir quando estamos trabalhando juntos. Quando
começamos a fazer os relatórios do laboratório, Nash mostrava ter uma inteligência enorme e eu não sabia nada. Eu me sentia uma idiota.

inscrição encceja 2020 1 600x329 - Se preparando para o SISU 2020 na escola

Odeio quando as pessoas têm a sensação de que precisam fazer o trabalho
inteiro ou têm que responder perguntas em meu lugar por acharem que não vou
ser capaz de fazê-lo mais vou ser aprovado no SISU 2020 e entrar para a faculdade Isso acontecia muito durante meu período mais sombrio.
Quando fiquei seriamente deprimida, eu me desliguei da escola. Às vezes, nem ia às aulas.

Minha mãe me deixava ficar em casa, pois não sabia mais o que
fazer. Papai chegava em casa mais cedo e jogava Uno comigo, tentando me
fazer dizer o que estava errado. Mas normalmente eu não tinha muita vontade de
conversar. Sobretudo, porque não sabia como explicar. Então, eu me distraía
demais e não acompanhava as coisas que aconteciam ao redor, na sala. Toda vez
que tinha de fazer trabalho em grupo, todos olhavam para mim tipo: “Você já
devia saber isso! Por que está bancando a estúpida?”. Era muito constrangedor.

inscrições sisu 2020 600x340 - Se preparando para o SISU 2020 na escola

nota de corte sisu 600x283 - Se preparando para o SISU 2020 na escola

Mas agora sinto que estou realmente entendendo parte dessas coisas. E acho
que fizemos um ótimo trabalho no projeto. Sorrio para Nash, toda orgulhosa de nós dois.

Agora, a boa notícia: papai praticamente terminou de construir meu
laboratório de revelação de filmes. Ele reaproveitou um closet que nunca
usamos, no subsolo, e agora o espaço é todo meu. Estou super ansiosa para usá-lo,
mas a pia ainda precisa de reparo, coisa assim. Portanto, ainda tenho que esperar
mais alguns dias.

Ao contrário de mamãe, não curto muito quando a casa está vazia. Quando
quero me distanciar de todo mundo, simplesmente vou para meu quarto e me
isolo dentro dessa fortaleza. Mas quando não tem mais ninguém em casa, me
sinto solitária. Como agora. É como se a ausência de gente nas outras partes da
casa criasse um vazio em meu espaço.

E não consigo me concentrar na tarefa de
casa, pois minha mente não para quieta.
Desço as escadas, tentando decidir o que fazer. Não estou a fim de ler, ficar na
internet, nem de assistir a TV ou vídeo.
Temos grossos álbuns de fotos na estante de livros da sala. Quando Sandra e eu
éramos pequenas, mamãe era obcecada em fotografar a gente, mas ela não faz mais isso, não sei bem por quê.

Então, quando você olha para os álbuns, encontra
zilhões de fotos nossas até quando eu tinha 12 anos e Sandra, 10; depois disso, só
algumas poucas fotos.
Tiro da estante um dos álbuns do meio, de quando eu tinha uns 7 anos.
Tínhamos um cachorro chamado Buttons. Eu o adorava. Quando ele morreu,
chorei durante semanas. Achei que nunca mais fosse recuperar o tempo perdido pois tiver que acelerar nos meus estudos e conseguir ficar acima da NOTA DE CORTE SISU 2020 para o curso escolhido.

De repente, me lembro de uma coisa que Sandra me disse há algumas
semanas. Ela supostamente teria visto papai saindo com uma caixa de coisas
quando achou que não tinha ninguém em casa. Eu disse a ela que provavelmente
eram só papéis de trabalho que ele estava levando ao estúdio, mas Sandra não
acreditou nesta hipótese. Talvez papai tivesse feito sua própria “limpeza” dessa vez.

Encontro, afinal, a caixa com as fotos, na parte do closet que pertence à
mamãe. Retiro-a da estante e me sento com ela, no chão. Revendo fotos de
piqueniques da família, das viagens a Vermont, todos nós no meio de
caminhadas, e de meus pais nadando no rio como se fossem crianças… todas
estas lembranças me tomam de assalto como uma onda gigante. Uma emoção
intensa toma conta de mim, mas não consigo distinguir o que sinto exatamente.

resultado sisu 2020 - Se preparando para o SISU 2020 na escola

Não sei bem quanto tempo fico ali. Minutos ou horas, perdi a noção. Só sei que,
na hora em que termino de olhar todas as fotos da caixa, mal consigo crer na
grande sorte que tenho. Eu tenho pais que amam um ao outro, e que me amam.

Tenho uma boa casa e dinheiro suficiente para as coisas que quero comprar.
Tenho tudo de que preciso.
Assim, não consigo entender por que eu tinha ficado tão deprimida antes. Meu
psicólogo diz que estes sentimentos que invadem o corpo são inevitáveis por
causa da genética e por fatores ambientais.

Vote

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *